Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Womenage a Trois

Women's True Banal Stories - womenageatrois@gmail.com

4 comentários

  • Imagem de perfil

    FuckItAll 30.09.2008

    Tem razão, Miguel. O documentário eu não vi, não posso descrever-lho. Quer saber a minha opinião? Sou a favor da legalização no sentido de se pôr fim à (quase) criminalização na prática que temos (pela ilegalidade de quase todas as formas de fazê-la), e no sentido de ser criada a possibilidade de reconhecimento da profissão, para efeitos legais, fiscais, de apoio médico e de assistência social, etc. Preferia que não houvesse obrigação disto, mas isso se calhar é ambição a mais. Não defendo uma regulamentação muito estrita da actividade, que na prática resulte em que a maioria das pessoas que a exercem tenham que continuar ilegais e criminalizáveis(como em Portugal ou Grécia). Mas acho que se pode discutir a definição do tipo de formas e locais para o seu exercício, desde que essa definição não seja muito estrita. Afinal, tal definição existe para todo o tipo de comércio, certo? Se há regras para a venda de bolos na praia, faz sentido que as haja para a venda de sexo na rua, por exemplo.
  • Imagem de perfil

    Shyznogud 30.09.2008

    Para não me repetir
    http://womenageatrois.blogs.sapo.pt/82773.html
  • Sem imagem de perfil

    dr. maybe 01.10.2008

    do que gosto em vocês, meninas WAT , é a clarividência com que falam de coisas naturais, encaradas com frontalidade e sem medos de ficarem agarradas a ideias feitas. é que cada vez que se fala em prostituição ilegalizada lembro-me do cúmulo da hipocrisia que foi o caso da prostituta em torres vedras (algum link por aí?)
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D