Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Womenage a Trois

Women's True Banal Stories - womenageatrois@gmail.com

Novembro 16, 2007

Shyznogud

Na crónica que hoje escreve no DN *(já está também no cinco dias), Fernanda Câncio refere outra, de entre as muitas, bizarrice de que padece o Código Deontológico dos Médico, para além da "falha deontológica grave" em que incorrem os médicos que pratiquem uma IVG. Por motivos evidentes apetece-se recuperar um dos textos que escrevi, em Janeiro, no Sim no Referendo.

Sovkhoz uterino


O útero é nosso!", este deveria ser o texto inscrito em muitas faixas de algumas campanhas que por aí andam. Depois de tantas, e tão variadas, alusões às teorias natalistas como justificação para a não despenalização do aborto começo a ter delírios justificados. Portugal transformado numa espécie de grande quinta produtora de carne, cheia de fêmeas reprodutoras. Fica só a faltar uma regulamentação das características do macho cobridor (que isto de ser macho cobridor, a julgar pelo exemplo taurino, não é para todos).

A minha convicção profunda de que existe uma efectiva colectivização uterina é reforçada quando leio o muito debatido Código Deontológico dos Médicos. Tenho liberdade para alterar o meu nariz, a minha boca, as minhas mamas... quando a coisa começa a tocar no útero, e regiões adjacentes, aí já o caso muda de figura e deixo de ser senhora para decidir. O artigo 54º do referido código proíbe aos médicos a prática da laqueação de trompas quando não praticada por justificação terapêutica grave. Sabe tão bem apanhar com estes atestados de menoridade intelectual em domínios tão íntimos, tão pessoais, como a minha própria reprodução.

A sexualidade feminina afastada da procriação é assim tão assustadora? Parece que sim.

* especial atenção merece este excerto "(...)o mais extraordinário é que esta disposição tão, digamos, especial é ignorada, por exemplo, pelo presidente do Colégio de Obstetrícia e Ginecologia da Ordem dos Médicos. "Confesso que não sabia que isso lá estava", diz Luís Graça, que certifica ter já feito "centenas de laqueações de trompas". ".

Para concluir, apetece-me transcrever para aqui o que Medeiros Ferreira escreveu no Bicho Carpinteiro, descrevendo a "Ordem dos Médicos hoje", "Sobeja deontologia e faltam médicos em Portugal.Venham daí...". Como complemento desta afirmação deverão passar os olhos no post de Vital Moreira de ontem sobre médicos espanhóis a trabalhar em Portugal.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D