Sexta-feira, 19 de Fevereiro de 2016

Ainda há quem diga mal do Correio da Manhã. Não percebo como é possível. Há capas do CM que são verdadeiros case studies polivalentes, que dão matéria, em simutâneo, para análises linguísticas, tratados antropológicos, estudos de sociologia, reflexões teológicas, abordagens históricas, comentários desportivos, roteiros turísticos e thrillers docudramáticos. Melhor, melhor, só mesmo aquela anedota da professora que pediu ao alunos que escrevessem um conto que incluísse componentes básicos na narrativa: religião, realeza, sexo e mistério. Ganhou a aluna que escreveu o seguinte: "«Meu Deus», disse a rainha, «estou grávida!». Quem seria?".

A capa de hoje do CM diz, em letras grandes, "Denúncia de padres em ginásios gay". O leitor treme de emoção a querer saber o que é que os ditos denunciam nos referidos locais. Se deixaram de ser ginásios ou passaram a ser straight, por exemplo. E fica a dúvida se foram mandatados pelos respetivos bispos para o efeito. Depois vê-se, em letras pequeninas, "escândalo na igreja". Aí o leitor arregala os olhos ao imaginar os locais de culto arrendados em part-time para o efeito, e os mais devotos suspiram de indignação ao visualisar altares e sacristias carregadinhas de tipos musculados e de tangas cor-de-rosa a suar ao som do "In the Navy". Outros pensariam em crise de vocações, baixa nas esmolas, necessidade de adaptação à crise, sei eu lá que mais. Mas vendo com mais cuidado percebe-se que é uma denúncia de um pároco sobre "casos em  Gaia e Espanha". Ah espera. Afinal não é o que parece. Os padres não denunciam, um padre é que denuncia os seus pares, ok ok. E aponta a presença dos mesmos em ginásios gay. Hmmm. Deixa cá ver, pensa o leitor (cada capa é um mistério a puxar pelos neurónios). E a denúncia incidirá sobre serem ginásios ou sobre serem gay? Um padre não pode exercitar o físico, só mesmo o espírito? Só está autorizado a desenvolver a musculatura metafísica, conseguir um V espiritual? Mens sana in corpore sano, não? Nada a ver, um pastor de almas borrifa-se para a mens e para o corpore,tem é que apostar tudo no spiritu. Ou então, espera lá, não é por serem ginásios, será por serem gay? Ah se calhar,  é. Um padre que frequente "ginásios hetero" já não merece ser denunciado,  deve ser isso. Pode perder horas a babar-se a olhar para mamas, glúteos, pernas e curvas a bambolear-se, desde que sejam XX. Tudo bem, nesse caso, é padre, tem voto de castidade, mas nada o impede de apreciar as belezas do mundo e, bolas, se é para testar a fé, nada melhor que passar horas no meio de tentações. Femininas, calma lá. Há tentações e tentações, as boas e as más. Um par de mamas de uma moça avantajada (para usar a expressão do nosso novo PR) é tentação abençoada, uma musculatura peludinha de um dancing bear é obra do demo. Porque um padre é casto, mas hetero. Isto só pela capa, meu deus. Imagino o que daria a leitura da "carta" bufa do pe. Roberto, que deve estar lá pelo meio do jornal.



Cenas Obscenas às 10:58

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres