Sexta-feira, 15.02.08

Bork, bork, bork!

 

A foo veeks egu I fuoond oooot thet Guugle-a ooffffers zee pusseebility tu use-a zee 'lungooege' ooff zee femuoos Svedeesh Cheff frum Zee Mooppets. Thees oopens a brefe-a noo vulrd ooff pusseebilities! Here-a I leefe-a my humege-a tu thet cherecter vhu mede-a (mekes) genereshuns loogh.


sinto-me: Bork Bork Bork!


6 comentários:
De Mouro da Linha a 15 de Fevereiro de 2008 às 18:12
Pronto. Chegou o puto, disposto a fazer disto uma bagunça. O que vale é que já era.


De Shyznogud a 16 de Fevereiro de 2008 às 09:13
psiu, não te dissemos mas por aqui há uma, e só uma, regra: os textos justificam-se.. odeio textos desalinhados e a minha costela de ditadora falou mais alto e impôs-se há muito, muito tempo neste departamento.


De Mouro da Linha a 16 de Fevereiro de 2008 às 21:05
"Muié qui andou na linha, o trem a matou" (provérbio brasileiro)


De Jonas a 17 de Fevereiro de 2008 às 13:39
Pronto, já está.

Ela também é assim convosco?


De Jonas a 17 de Fevereiro de 2008 às 17:51
Mas olha, ó comprida (eu armado em puto embirrante), aquela tua posta da cadeirinha de rodas também está toda torta.

E não é coisa que vá lá com justificações. :P


De FuckItAll a 17 de Fevereiro de 2008 às 13:56
É pior, nem tenta justificar-se, como fez contigo.


Comentar post