Terça-feira, 11.11.08

Um presidente politicamente acagaçado, que se demite da sua acção, que tenta chutar para canto («tenho lá o feitor que diz que está tudo porreiro»), que insinua um «não me chateiem que há coisas mais importantes», que desconhece a lei e a Constituição ou então prefere demitir-se de exercer tais poderes, que a propósito da coisa mais insignificante tem sempre uma palavrinha a dizer e que sobre o que lhe cabe nas funções do cargo nada diz, é uma vergonha de um presidente.

 

O resto do recado do Gabriel Silva também é muito bom




Andava a passear em páginas dedicadas à data que hoje se celebra, a do 90º aniversário do Amistício da Grande Guerra, e aterrei num site que complila canções da época. Inevitavelmente o Over There (surgida em 1917) tinha que estar presente. Para mim - e penso para todos os que, como eu, paparam tudo o que era filme clássico americano na TV portuguesa quando éramos crianças e havia pouca escolha televisiva - essa canção é indissociável de James Cagney.