Sexta-feira, 03.10.08

Menina valente e lindos polícias, até custa a acreditar nesta história, too good to be true.




Coitados.




 Métodos contraceptivos negam «verdade do amor conjugal», diz Bento XVI

 

Adenda privada: respondendo à tua mail-pergunta -  "O que é a verdade do amor conjugal?" - parece que tem a ver com isto "«Excluir a possibilidade de dar a vida através de uma acção destinada a impedir a procriação significa negar a verdade íntima do amor conjugal», afirma o Papa numa mensagem dirigida aos participantes de um colóquio sobre a «Humanae Vitae» e publicada pelo gabinete de imprensa do Vaticano.". Crueldade para casais inférteis, digo eu.

 

 



Shyznogud às 12:40
editado por FuckItAll às 22:01
juntar-se ao pagode ver o deboche (12)

Concerto de Varukers dia 4 Out 20h Academia Linda a Velha - Quem falta Morre!!!!!
 

 


sinto-me: convencida


Lembram-se deste "O cozinheiro, os juízes, o acódão deles e os riscos deste"? Relembrem-no agora, quando sabemos que o Supremo confirmou a inqualificável sentença.



Shyznogud às 10:24
editado por FuckItAll às 22:01
juntar-se ao pagode ver o deboche (16)

Agora vêm estas não existências dizer coisas, Se continuo a ouvir a palavra fracturante como se isso quisesse dizer alguma coisa, vou começar aos gritos. Julgava que por definição todos os assuntos políticos são aqueles sobre os quais existem várias posições. Que raio têm estes de diferente, além de alguns senhores se sentirem particularmente nervosinhos com eles?




"Para o parlamento no dia 10 de Outubro, meus caros, para, no momento em que se confirme a rejeição dos projectos-lei, quem assiste nas galerias se levante e fique de costas para os deputados que discriminam parte dos cidadãos que representam.

Se não estamos na agenda política da maioria dos deputados, então eles não estão na nossa agenda; se acham que não é oportuno cumprir o imperativo constitucional da nossa igualdade, então nós não achamos oportuno reconhecê-los como nossos representantes. Viremos-lhes as costas em silêncio, sem bandeiras e sem cartazes, tão indiferentes a eles como eles a nós!

Fica a proposta para quem estiver em Lisboa e quiser segui-la."

 

(proposta do Héliocoptero numa caixa de comentários aí em baixo; ele propõe também a seguinte mensagem para enviar, até dia 10 e depois, se o resultado da votação for o que se configura agora)


sinto-me: