Quinta-feira, 11.09.08

O continente europeu está isolado. 


sinto-me: a poor devil


O assunto é fértil, espreitem este post e esta delícia também.




É assim como o terceiro segredo de Fátima, uma surpresa total. Nunca ninguém tinha posto esta hipótese. Fingir que isto era um grande segredo é mais uma bela forma de reescrever a história e a memória colectiva.

 

(não digam a ninguém, plagiei isto da Inês, gosto muito do que ela escreve)




«Tal como são geralmente praticadas, as praxes, como as claques do futebol, são a barbárie consentida, a boçalidade celebrada e a estupidez oficializada. Na frase imortal da minha tia Júlia: "Se eu mandasse, iam todos presos."»

 

Mouro dixit na caixa de comentários do post abaixo




Mais vale tarde que nunca!




"O clitóris  é a porta principal e a primeira chave das sensações voluptuosas da mulher. É estranho e excitante constatar que um apêndice tão pequeno como aquele é em grande parte responsável pela iniciação do prazer da mulher na cópula.

Todos os restantes órgãos são secundários, com excepção da vagina, que produz nas mulheres sensações de total volúpia, quando estimulada por muito tempo pelo pénis do homem.

O clitóris é um órgão vital de prazer, e que Alá amaldiçoe os bárbaros do Egipto e de outros países que cortam o clitóris das suas meninas antes delas atingirem a maturidade, privando-as assim do seu direito às sensações da cópula, sensações estas que são uma dádiva de Alá para todas as mulheres.(...) Estes são horrores quase impossíveis de se conceberem."

 

Al-Sayed Ibn Hussein Al-Makhzoumi, Breve Tratado das Artes da Cópula, Lisboa, Padrões Culturais Editora, p.38/39

 

P.S. - Como o tema excisão e Islão já apareceu por aqui antes, parece-me que não é desadequado linkar pelo menos dois desses textos ( este e este ).




Este é todinho do Mouro e do texto que escreveu em Setembro de 2001, que o Caminhos da Memória recupera hoje.




De certeza que alguém o identificará.