Sexta-feira, 04.07.08

Ou com ela.


sinto-me: preocupada com o abastecimento


...também não se pode dizer que haja só boas notícias. Ia dizer que a coisa está preta, mas isso seria muito insensível da minha parte, não?







Dois homens ímpares reunidos no mesmo post não é todos os dias que se encontra, por isso mesmo é um prazer aconselhar-vos a leitura de um texto de José Mattoso sobre Borges Coelho no, cada vez mais, imprescindível Caminhos da Memória.




Só hoje dei por esta notícia (via Causa Nossa) e ainda estou a digerir a indignação... o que duvido vá acontecer:

 

«Famílias dos 'kamikazes' perdem cidadania israelita».




Que a blogosfera é uma caixinha de surpresas é algo de que não duvido há muito, mas não é por isso que, em certos momentos, deixo de abrir a boca de espanto. Como tenho acesso às entranhas do cinco dias resolvi seguir um link que por lá apareceu e dei com esta delícia:

 

"Todos na dita esquerda fracturante (tipo 5 Dias et al.) muito chocados pela associação que Manuela Ferreira Leite fez entre casamento, família e função procriadora... Devem ter nascido de geração espontânea..."

 

O que se diz a uma alma singela destas? "Anda cá porque pareces estar a necessitar que alguém te explique the facts of life"? Ou aconselha-se o rapaz a voltar ao... hum, 3º ano de escolaridade para que relembre certas noções sobre o sistema reprodutor? E que tal convidá-lo para um café e apresentá-lo a algumas crianças que - a valer a presunção dele - terão nascido de geração espontânea? Conheço uns quantos (até tenho desses milagres biológicos em casa e tudo).

 

Aproveitando o tema um útimo conselho: ide ler a crónica da Fernanda Câncio de hoje no DN. Para além de homofobia e moral conservadora também transpirou da maldita entrevista de MFL uma profunda ignorância sobre política fiscal, por exemplo, que a Fernanda bem descreve.

 

 




Boas ideias.