Quinta-feira, 05.06.08

"Paulo Ferreira [jogador da Selecção Nacional] vai ser hoje pai pela segunda vez. O jogador do Chelsea deixou ontem Moscovo rumo a Londres, seguindo de imediato para o Porto para se juntar à mulher. "Não tem havido qualquer complicação. O parto vai ser de cesariana e não sabemos se será um menino ou uma menina", disse ao Correio da Manhã fonte da Federação."

 

Estou a aguardar o debate aceso sobre se Paulo Ferreira devia ter aceite ser parte da Selecção Nacional quando vai ter um filho e, como se nota, isso o distrai do grande desígnio nacional que é o Europeu de futebol; ou se é dum pai responsável ter filhos quando vai ter outras coisas importantes a ocupar-lhe o tempo.




Entre muitas coisas (pla certa mais que as mencionadas aqui), a AMI recolhe radiografias velhas ou inúteis e o Ministério do Ambiente faz campanha para redução do uso de sacos de plástico. Pode ser que um dia destes deixem de me olhar de lado nas lojas, como a alguém excêntrico, quando prescindo de levar saco (ou mais um saco). Posso fazer muitas coisas estranhas, mas esta não é uma delas.

 

Adenda: nem de propósito, para quem acha que isto são mariquices modernas, acabo de receber (obrigada, Palmira) este artigo acerca da organização de um sistema de pensamento céptico sobre as preocupações ambientais. Ainda nem li, mas o tema e o abstract prometem.




ou depois não se queixem. É às 15h no Marquês de Pombal. Mais informação aqui.


sinto-me: sindical


Aparentemente, nem todos os países cuja história se cruza com a nossa têm este destino de se distinguir sempre nas coisas más.