Terça-feira, 13.05.08

Ontem não tive tempo de contar a história do No Copyright - Sorbonne 68 e hoje estou com preguiça de o fazer (mas estou determinada a falar dele mais que não seja para melgar o Cenas cuja reclusão monacal não o impede de implicar com os meus acessos "Maio de 68"). Pus-me a folhear o original livro e pareceu-me que melhor que qualquer descrição seria mostrar o texto introdutório, de Yves Pagès, que, não só conta a história, como perde umas linhas a fazer uma pequena análise das "paredes da Sorbonne".

 

copyright sorbonne68 - Upload a doc
 
Read this doc on Scribd: copyright sorbonne68

(se carregarem no quadradinho que se encontra em cima à direita na gerigonça vêem o texto em full screen e podem controlar melhor o tamanho da letra)




... andaram a distribuir umas substâncias esquisitas quaisquer e não avisaram? Maradas não são, de certeza, tal é a panca que parece ter atingido meio mundo durante esta tarde. Está-se umas horas sem contacto com jornais ou blogs e, quando ele é retomado, parece que aterrámos num lugar muito estranho onde toda a gente está muuuuuito preocupada com os cigarros que se fumam dentro de um avião...ai, dai-me pachorra.




A dos pais para quem todas as questões se resolvem pelo ocultamento.