Sexta-feira, 09.05.08
Porque diabo tanta gente acentua a porra dos advérbios de modo? Desde 1973 deixaram de ser acentuados e, mm antes disso, eram-no com acentos graves!

P.S. - identificar devidamente a sílaba tónica de tais palavras (que é o "men" de, por exemplo, "devidamente") era meio caminho andado para que a praga acabasse.


Felizmente não tenho idade para ter memórias infantis associadas a tal horror mas não foi por isso que fui poupada à sua repetida audição, já que era um must da tv.


Estava a passar o olhos pelo DN e encontrei a crónica da Fernanda Câncio (que não tarda deve aparecer no cinco dias) que hoje fala sobre Israel e começa citando Amos Oz.

Não sei se muitos se recoram mas, há pouco mais que um, ano um pequeno livro com os textos de algumas conferências de Amos Oz foi distribuido com o Público e foi dele que me recordei esta manhã. Há quem tenha colocado on-line o texto integral de uma dessas conferências ("Da Natureza do Fanatismo"), é o caso do Bitaites. A leitura é muito aconselhável. Se preferirem ouvi-la na versão original também é possível, a Universidade de Princetown disponibilizou a referida conferência no seu site (demora cerca de 1h20m).




...que se entrasse por ali dentro!


sinto-me: (quase) sem palavras