Domingo, 30.03.08
Desde ontem à noite que estou a revisitar a minha colecção pessoal de citações bíblicas (credo, está tão desorganizada, tenho que dar um jeito nela) e de sites onde elas abundam (é uma mania, eu sei, mas se o Heinlein pode transformar uma no título de um livro porque não poderei eu fazer colecção?). Há um em que sempre gostei de passar uns minutos. Ei-lo (ah! claro que convém sempre ter à mão um site da Bíblia meeesmo):




Dith Pran, a photojournalist for The New York Times whose gruesome ordeal in the killing fields of Cambodia was re-created in a 1984 movie that gave him an eminence he tenaciously used to press for his people’s rights, died in New Brunswick, N.J., on Sunday. He was 65 and lived in Woodbridge, N.J.

Dith Pran é o nome que me surge de cada vez que penso ou ouço falar do terror dos Khmers Vermelhos. Et oui, o cinema americano é poderoso a criar imagens mentais.



Tem sido muito interessante (leia-se, deprimente e assustador) seguir a caixa de comentários do "Chafurdar no Medo" no Arrastão. Abstenho-me de comentar grande parte das coisas que li, acabei de tomar o pequeno-almoço e a náusea podia provocar-me o vómito. Como reajo de forma estranha ao vómito (fico muito infeliz e choro que nem uma Madalena) prefiro proteger-me um pouco e referir apenas o profundo desconhecimento da Bíblia manifestado por inúmeros comentadores... ou será que quem afirma que no livro sagrado dos cristãos não existem mensagens violentas se limita, no fundo, a segui-lo à risca. Afinal lê-se no Provérbios 3:5 "Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento." ou seja, "Dá férias à inteligência e ao discernimento. "

Sobre o "Fitna" leia-se também  "O caso do holandês rastejante" do Rui Bebiano.



"Il lui suffit de suggérer à une femme qu'elle est en train de revivre le plus bel orgasme de sa vie pour que celle-ci se mette à jouir."



Participants were asked to view a video on their computers, and to respond to questions regarding how they felt about what they saw. Below is the video that was tested. Press play to watch the video and the resultant curves.