Sábado, 08.03.08
Lindos meninos, sim senhor.
sinto-me: sindical


Acho que está aqui mais um filão por explorar. Eu sei que não é preciso puxar muito por ti, Cenas...




Será da minha cabeça ou o Chavez (ui! e o que eu gosto da pinta desse porco gordo) está a criar um daqueles países bizarros ao bom estilo Get Smart?

 




Sou eu que ando distraída ou o Público aumentou o preço às sextas e sábados sem avisar ninguém? Tenho a impressão que a segunda hipótese é a certa porque ontem o meu "quiosqueiro" cobrou-me os tradicionais 1,25€, só hoje deu pelo engano e, muuuuito encavacado, disse-me que lhe estava a dever 0,15€. Não é por nada mas esta coisa de não avisar ninguém que vai ser alterado o preço do jornal parece-me mal.





… porque não a leitura de um “clássico”? Clicando na imagem podem aceder à tradução brasileira do Outrageous Acts and Everyday Rebellions de Gloria Steinem.


Claro que há outras maneiras de celebrar a data


Por exemplo, criando cursos dirigidos a estudantes universitárias cujo objectivo é que estas aprendam  “cosas como a coser el bajo de un pantalón, hacer una tortilla de patatas y a realizar una compra” (via Spectrum). Hum, estou com a ligeira sensação que a Obra não ficará muito contente com a fotografia que escolhi para ilustrar o post. É uma pena, foi escolhida com muito carinho.

(em stereo)